Depois dos Quarenta: Saúde

Saúde



Nova Dieta Beverly Hills é menos restritiva e promete a perda de até 10 kg em um mês

Nutricionistas condenam estratégia de não alternar frutas, carboidratos e proteínas





Baseada em uma alimentação altamente restritiva, a Dieta Beverly Hills, criada pela atriz americana Juzy Mazel, está de cara nova. Ao invés de recomendar que seus seguidores passem 10 dias comendo só frutas, outros 10 ingerindo apenas carboidratos e mais 15 consumindo proteínas exclusivamente, a Nova Dieta Beverly Hills permite a ingestão dos diferentes grupos de nutrientes em um mesmo dia. A ideia de que as combinações são fundamentais para o emagrecimento, entretanto, prevalece. Assim, não é permitido ficar alternando frutas com carboidratos e proteínas de forma desorganizada, pois, segundo a autora, isso reduziria o gasto calórico da digestão. Vale lembrar que a dieta não é baseada em qualquer estudo científico. Para entender melhor como a dieta funciona, listamos seus prós e contras:



Poder comer de tudo é bom, mas, sem limites, pode não emagrecer

Com a premissa de que 'não é o que ou quanto você come, mas quando e com o que se come que faz você engordar', a Nova Dieta Beverly Hills promete a queima de 5 a 10 quilos em 35 dias. Assim, é possível cultivar um cardápio bastante variado que, segundo a nutricionista Cátia, é a melhor maneira de obter todos os macro e micronutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo. Comer sem limite de quantidade, entretanto, pode levar à ingestão de mais calorias do que nosso corpo precisa, culminando no ganho de peso (Descubra seu peso ideal) . A promessa, portanto, só funciona quando a pessoa consegue passar grande parte do dia sem comer ou consumindo apenas frutas.



O esforço tem fim, mas, então, o peso pode voltar

Com a promessa de levar à perda de 5 a 10 quilos em 35 dias, a Nova Dieta Beverly Hills deixa implícita que ao alcançar o peso desejado, o adepto poderá abandonar a estratégia. É nesse ponto que se encontra uma grande falha da maior parte das dietas. Se, em certo ponto, as recomendações são abandonadas e os velhos hábitos retomados, então os quilos extras também serão recuperados.

Por isso, nutricionistas apostam na reeducação alimentar, que prevê uma alimentação balanceada por tempo indefinido até que ela se torne tão natural quanto os velhos hábitos que o indivíduo cultivava. Para isso, é fundamental agendar uma consulta com um profissional habilitado a criar um cardápio personalizado.




Promessas de perda de peso rápida deixam a saúde em segundo plano

"Perder peso de forma brusca não é saudável, pois o organismo imagina que a pessoa esteja em uma situação de perigo e, assim, tenta compensar desacelerando o metabolismo para poupar energia", afirma a nutricionista Daniela Cyrulin. A consequência disso é o rápido ganho de peso, assim que os velhos hábitos forem retomados. Ver resultados em pouco tempo é extremamente motivador, mas é preciso estar consciente de que, em longo prazo, a atitude pode prejudicar a saúde de maneira irreversível em alguns casos.



Dieta com uma refeição flexível, mas perigosa, dependendo do horário

Em uma das refeições do dia, a Nova Dieta Beverly Hills permite a confraternização de carboidratos e proteínas. Dessa maneira, é possível ter mais liberdade na hora de montar o prato. O problema é que se essa combinação ocorrer no almoço, o indivíduo terá que passar o resto do dia comendo apenas proteínas já que, segundo a atriz, elas demoram mais tempo para serem digeridas e dependem muito da ação do suco gástrico do estômago.

Embora importantes pela função construtora e fundamentais para a coagulação do sangue, na formação de anticorpos, entre outros processos, as proteínas não são mais importantes que os demais grupos alimentares. "Uma dieta baseada basicamente em proteínas, deixa o indivíduo sem energia e carente de vitaminas e minerais", explica a nutricionista Daniela. A digestão, por sua vez, pode ser melhorada com a combinação de proteínas com alimentos que favorecem o processo, como o mamão.




Expert em carboidratos, proteínas e frutas, mas indiferentes quanto às gorduras

Embora a criadora da dieta saiba que gorduras estejam presentes em carboidratos e proteínas, elas não ganham tanto destaque na dieta quanto esses outros dois nutrientes. Segundo ela, por não ser ingerida sozinha, a gordura age de forma pouco conhecida no sistema digestivo. Entretanto, a nutricionista Cátia afirma que a gordura tem digestão difícil, contribui, e muito, para o ganho de peso e deve ter seu consumo limitado. "Carboidratos podem ocupar até 60% do percentual energético diário, enquanto que as proteínas devem ocupar entre 10 e 15% desse valor e, o restante, pode ficar por conta das gorduras", explica.




Fruta todos os dias, mas sem necessidade de variar

Quantas frutas você come na semana? Pelo menos duas por dia? A maior parte das pessoas não come uma fruta sequer por dia. Vendo por este ângulo, a Nova Dieta Beverly Hills criaria o hábito de ingerir pelo menos um exemplar do alimento diariamente. "Frutas ajudam no controle da glicemia, contribuem para a diminuição do colesterol ruim e ainda são ricas em fibras, que ajudam no bom funcionamento do intestino", afirma a nutricionista Daniela.







Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário