Depois dos Quarenta: Beleza

Beleza

Cinco dicas para você se render aos óleos capilares

 

Especialistas explicam como tirar proveito do produto para o seu tipo de cabelo.

 


303-oleos-que-prometem-fazer-sua-cabeca 
1. Não precisar ter medo da oleosidade. Para isso, respeite a dosagem indicada para o seu cabelo que, geralmente, não ultrapassa o equivalente a uma moeda de um centavo. Se ainda assim você tem um pé atrás, use antes de entrar no chuveiro, como ensina Caroline Greyl, filha de Leonor Greyl, fundadora da marca homônima. “Aplique no comprimento, antes de lavar os fios. Penteie bem, deixe agir por alguns minutos e só então umedeça, aplicando o xampu por cima, sem retirar o produto.”

2. Os óleos estão liberados, sim, para os cabelos curtos, desde que não sejam muito finos. A quantidade de produto, claro, é bem menor, mas deve ser aplicado da mesma maneira. “Espalhe o produto por toda a mão e vá tocando os fios suavemente, sem esfregar”, orienta Caroline.

3. Pode ser usado combinado com o leave-in, que ajuda a diminuir o volume e definir as mechas. “O óleo ajuda a proteger contra agentes externos, como secador, chapinha, vento e poluição”, afirma o cabeleireiro Luiz Silva, do salão Studio Lorena, em São Paulo.

4. O produto potencializa o efeito de máscaras de hidratação. “Três ou quatro gotas de óleo, misturadas à sua máscara de costume, fazem milagres para seus cabelos”, destaca Luiz. Deixe agir por 15 ou 20 minutos e enxágue.

5. O mercado tem vários extratos de óleos, cada um com uma função. “Eles são indispensáveis e é possível achar pelo menos um que se adapte exatamente à sua necessidade”, indica Luiz. O de monoi, pracaxi e de oliva são ótimo para os fios extrassecos, enquanto o de buriti e o de macadâmia agem no controle do frizz. Para fios finos, prefira o de abacate e o de jojoba.

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário