Depois dos Quarenta: Moda

Moda


E- Ayiti: novo projeto da Osklen mistura design e artesanato com fundo social


  (Foto:  )

A nova colaboração fashion da Osklen é especial – mas não da maneira que você poderia esperar que fosse. Ela não é uma coleção cápsula assinada por algum convidado de nome envernizado, não promove a troca criativa com uma marca de beleza e não estará nas araras de redes fast-fashion com preços até R$ 189,90.

Através do Instituto-e e ao lado do departamento de Ethical Fashion do International Trade Centre (uma agência que opera vinculada à ONU), cujo com foco está no desenvolvimento sustentável de nichos com economias desfavorecidas gerando renda e inclusão social através da moda, a Osklen vai apresentar uma linha de acessórios do bem.


A história deles começa no Haiti, de onde a diretora do Instituto-e Nina Braga voltou em junho de 2012 com uma pesquisa de materiais disponíveis na região que poderiam ser reutilizados. Ao criar a partir deles colares, braceletes e pingentes, foi realizada a primeira leva da coleção E-Aity. Algum tempo se passou e, a partir de agora, artesãos haitianos irão, sob supervisão direta da ONU, replicar as técnicas usadas pelo instituto para transformar os fragmentos de ferro forjado, cordas de telefone coloridas e tecidos de tendas remanescentes de campos de refugiados, que passarão a ser vendidos nas lojas da marca carioca a partir do meio de fevereiro.

Detalhe: a linha tem a palavra "esperança" gravada e escrita em português, francês, inglês, haitiano e Braille.


  (Foto:  )

Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger

Nenhum comentário:

Postar um comentário